Depoimentos

Vejo com ótimos olhos que a maior feira de artesanato da América Latina entenda a moda como um pilar tão importante da sua cultura e da criação de novos designers talentosos.

Dudu Bertholini, estilista

Junto com a evolução do projeto da passarela Fenearte, a gente vê essa mudança de mentalidade dos estudantes de moda, valorizando o artesanal, o manual, o que é feito aqui na nossa terra. E isso é o legado mais bonito que a gente pode deixar, dentro dos valores que a gente acredita para a moda pernambucana.

Andréa Tom, coordenadora da Passarela Fenearte

Eu vejo a Fenearte esse ano como um reencontro do Armorial com sua base, que é a arte popular. A Feira é uma ambiente onde o Armorial permeia com sua arte.

Dantas Suassuna, diretor de arte, artista plástico e cenógrafo

A legitimidade da arte popular é que ela mostra o organismo vivo da expressão de um povo. Uma nação se faz quando ela tem uma expressão espontânea do próprio organismo que é a população. A Fenearte é o centro de irradiação de toda essa expressão.

Pedro Olivotto, cineasta

A Fenearte é uma feira gigante, uma celebração da cultura pernambucana e brasileira, e a galeria de reciclados se propõe a apresentar o trabalho de artistas, designers e artesãos que trabalham reutilizando materiais com diversas técnicas. É uma forma da gente pensar nosso consumo, nossa produção de lixo e nosso descarte.

Ticiano Sá, curador da Galeria de Reciclados

O Espaço Janete Costa, na Fenearte, tem formatos diferentes a cada ano, mas sempre manteve o mesmo conceito: evidenciar a relação entre design e artesanato, aproximar, designers e arquitetos do artista popular.

Roberta Borsoi, arquiteta

O espaço Janete Costa dentro da Fenearte é um lugar que inspira fazer com que as pessoas absorvam na sua cultura a familiaridade com a arte popular e o artesanato em si.

Bete Paes, arquiteta e designer

A Fenearte garante a inclusão das pessoas com deficiência, participando das visitas guiadas que acontecem diariamente na nossa feira. A preocupação com acessibilidade transforma-se em uma ação de acessibilidade como política pública.

Márcia Souto, diretora de Promoção da Economia Criativa da Adepe

O Salão de Arte Popular Religiosa representa não somente a expressão dos artistas, mas da fé do povo e o incentivo à arte santeira. O Salão veio enriquecer a Fenearte, que já é considerada a maior feira de Artesanato da América Latina, e na minha opinião de bom pernambucano, é a melhor do mundo, porque não tem nenhuma igual.

Frei Rinaldo, curador do Salão de Arte Popular Religiosa

Todos os anos que eu venho para a Fenearte, eu saio com um entusiasmo muito grande em relação ao que é produzido no Brasil, em especial em Pernambuco. Este ano a Feira está incrível, vale a pena ser visitada.

Lucila Zahran, editora do site de decoração Casa de Valentina

A feira criou uma amizade importante entre o rico e o pobre.

Maria da Cruz, mestra e filha de Ana das Carrancas

Parece-me que a arte está na essência do indivíduo. Muitas vezes, ele [o público] tem a arte adormecida. Mas, quando vê aquele objeto que acha que o tocou, se declara, vem, vê aflorar essa sensibilidade, e é uma coisa muito bonita.

Ademar Inácio dos Santos, mestre da arte sacra, de Jupi-PE

Fazemos parte de uma categoria chamada artesanato porque considero que o artesanato é arte socializante.

Tiago Amorim, mestre ceramista, pintor e pesquisador de Olinda

O artesanato de tradição e suas ricas possibilidades são matéria prima para desenvolver criativamente qualquer produto, qualquer projeto, onde o repertório visual seja símbolo e tradução de uma cultura, de uma linguagem, de um conceito.

Denize Barros, artesã e designer pernambucana

A Fenearte vive no meu coração. Já tive momentos maravilhosos dentro dela.

Nina Sargaço, colecionadora e especialista nos fazeres de trabalhos manuais com agulhas

Muito bom poder voltar para a 21ª Fenearte, uma feira que gera muitas oportunidades para os recifenses e para os turistas, reúne representantes de muitos municípios pernambucanos e o que há de melhor da nossa cultura.

João Campos, prefeito do Recife

Falar do artesanato no Brasil, hoje, é falar sobre a Fenearte, um evento que ultrapassou nossas fronteiras, catalisando a universalidade e a pluralidade da cultura popular.

Ana Luiza Câmara, primeira-dama de Pernambuco

Falar do Movimento Armorial é falar do Brasil. O Brasil verdadeiro e profundo, em que tanto acreditamos. A 21ª FENEARTE nos confirma esse caminho: o Movimento Armorial continua vivo e pulsante!

João Suassuna, neto de Ariano Suassuna e professor de história

Mais que preservar e difundir saberes populares, a Fenearte estimula o desenvolvimento profissional dos artesãos, agindo como elemento estruturador da cadeia produtiva local.

Paulo Câmara, Governador do Estado de Pernambuco

Da Fenearte participam compradores de artesanato de outros estados brasileiros e de outros países, o que significa que os artesãos se preparam para fazer grandes negócios que garantem sua produção durante o ano todo. A produção de artesanato é mais uma atividade que se consolida na economia criativa do Estado.

Ricardo Leitão, presidente da Cepe Editora de Pernambuco

A Fenearte é um grande empreendimento social e cultural. Uma feira desse porte é o sonho dos artesãos.

Silvia Bessa, jornalista, autora do livro dedicado aos 20 anos da Fenearte

A produção das fotografias dos mestres artesãos me permitiu reconhecer a qualidade do artesanato do nosso Estado e como essas pessoas são incrivelmente talentosas. A gente via a importância da Fenearte pelo brilho no olho de cada um deles, quando se falava na Feira.

Fred Jordão, fotógrafo
| 1 | Última página
Total de 22 registros
Todos direitos reservados © Fenearte • Termos de usoPolítica de privacidade • Produzido por DNAnet