Notícias

Mestres, arquitetos, músicos, chefs e estilistas, entre outros profissionais ligados à arte, compartilharam experiências com o público

Além de ser um espaço de divulgação e comercialização para os artesãos de todo o país e do exterior, a Fenearte é o local de encontro para quem quer se aprofundar no universo da arte. Para isso, o evento conta com oficinas, rodadas de conversas, culinária e moda, compondo um leque de opções disputado pelo público. Nas oficinas, nesta 22ª edição, o evento recebeu 1.286 pessoas, que participaram de 14 oficinas, onde mestres do artesanato compartilharam seus ofícios com diversas gerações em aulas gratuitas, gerando, assim, rodas de diálogo e a prática das mais diversas atividades, indo muito além da teoria. 


Mais de 1.200 pessoas participaram de 14 oficinas com mestres do artesanato (Foto: Jan Ribeiro)

A Cozinha Fenearte, realizada pelo segundo ano consecutivo, apresentou aulas de gastronomia ministradas por 16 chefs pernambucanos. Foram receitas inspiradas na temática Mangue, apresentadas ao vivo, cheias de sabor e criatividade, com dicas culinárias valiosas de quem domina o que faz. Todas elas podem ser copiadas neste site.


Chefs compartilharam as suas receitas com um público atento na Cozinha fenearte (Foto: Jan Ribeiro)

As Conversas Instigantes, que ocorreram no Espaço Janete Costa. reuniram uma série de especialistas dos mais diversos segmentos da arte, além de nomes de peso que participaram ativamente do Movimento Mangue, tema desta edição. Já a rodada de negócios, realizada ao longo de três dias de feira pelo Sebrae/PE, recebeu 40 lojistas e 40 artesãos. Por meio de 70 encontros, a movimentação financeira total foi de R$ 1,5 milhão, entre compras efetivas no evento e negociações. 


As Conversas Instigantes reuniram especialistas de vários segmentos da arte (Foto: Jan Ribeiro)

Além disso, como todo grande evento, não poderiam faltar as premiações, que são o reconhecimento dos talentos, trabalhos e esforços dos artistas e artesãos. Mais de 22 mil pessoas votaram no Prêmio Aclamação de voto popular e escolheram suas peças favoritas no 17° Salão de Arte Popular Ana Holanda, no 6° Salão de Arte Popular Religiosa e na 15° Galeria de Reciclados. 

As obras vencedoras foram, respectivamente: "Movimento Manguebeat e Mestre Vitalino é arte e cultura", do artista Emanuel Rodrigues, com 998 votos; Zé Galdino que criou o trabalho "Deus Negro”, que recebeu 1.028 votos e "Os Reis do Sertão” do artista Júlio Rocha com 4.882 votos. Os três receberam troféus entregues pelo governador Paulo Câmara.

Os espaços "instagramáveis” foram um dos pontos altos da feira. A iniciativa foi fruto de uma parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) Seção Pernambuco, que selecionou seis projetos criados por estudantes de arquitetura para ambientação das praças de descanso. Três projetos ficaram nos três primeiros lugares: Praça 1 (Centro Universitário Unibra); Praça 3 (Centro Universitário Unibra) e Praça 2 (Universidade Federal de Pernambuco -UFPE).

REALIZAÇÃO - A Fenearte é uma realização do Governo do Estado por meio da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (Adepe) / Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDEC); da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) / Secretaria Estadual de Turismo; da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e Secretaria Estadual de Cultura.

PATROCINADORES -  Copergás, Bradesco e Jeep I Stellantis. Apoio: Rede Globo, Shopping Tacaruna, Sebrae, CIPEC, AGE, Coca-Cola, Shopping RioMar, Programa do Artesanato Brasileiro, Conselho de Arquitetura e Urbanismo e Artesanato de Pernambuco

Todos direitos reservados © Fenearte • Termos de usoPolítica de privacidade • Produzido por DNAnet